sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Os 5 avanços robóticos recentes mais assustadores


Se você é daqueles, que assim como eu, teme que um dia os robôs passem a escravizar os humanos, ficará chocado com os rumos que a robótica tem tomado ultimamente. Em breve estaremos vivendo em um mundo muito parecido com o do filme “Eu, Robô”!

Robôs esquizofrênicos

Pesquisadores da Universidade do Texas, fizeram uma coisa bem sinistra. Pegaram um super computador e transferiram doenças mentais pra ele. É isso aí, um super computador esquizofrênico. Discern é o nome de uma rede neural artificial criada para simular conexões cerebrais humanas. Os cientistas então emularam esquizofrenia no Discern e plantaram diversas informações na Inteligência artificial. O experimento deu certo, fazendo com que Discern não conseguisse repassar qualquer informação coerentemente, chegando até mesmo a assumir um ataque terrorista e falar apenas em terceira pessoa. Resta agora aos cientistas criar alguns anti-psicóticos robôs, antes que Discern comece a sair cometendo ataques terroristas reais por aí.





Robôs Mentirosos


Na Georgia Tech, uma equipe liderada por Ronald Arkin, está trabalhando duro para ensinar robôs a enganar outros robôs e até humanos. Um teste feito com dois robôs gerou um resultado impressionante. Dois robôs foram programados para encontrar um esconderijo com obstáculos pré definidos, o primeiro robô deveria fazer o percurso deixando pistas falsas para o segundo robô. O mais impressionante, é que o primeiro robô criou por conta própria, através de tentativa e erro, estratégias para despistar o segundo robô, conseguindo êxito em 75% das tentativas. Robôs mentirosos e esquizofrênicos? Tá ficando interessante né? Tem mais, veja...



Robôs Cruéis


Cientistas do Laboratório de Sistemas Inteligentes da Suíça, fizeram um experimento chocante. Colocaram vários robôs em uma sala, com uma fonte de alimento (que lhes carregaria a energia) e uma fonte de veneno (que descarregaria). Até aí tudo bem, mas os robôs levavam acoplados a si, um sistema de luz e uma câmera. Depois de vários testes, os robôs começaram a se comunicar através da luz, indicando onde estava a comida para os outros. Os experimentos continuaram, e os robôs foram aos poucos parando de sinalizar onde estava a comida, mostrando um certo egoísmo, mas o pior foi quando os robôs que chegavam ao veneno, começaram a comunicar aos outros como se fosse comida, induzindo-os ao erro. Os próprios cientistas não esperavam essa reação dos robôs. Isso está me assustando cada vez mais!





Robôs capazes de aprender

Cientistas do Google criaram recentemente um rede neural com 16000 processadores de computador, imitando um cérebro humano e soltaram na Internet para aprender por conta própria.  O que o cérebro do Google faria então com 10 milhões de imagens digitais encontradas em vídeos do youtube? A mesma coisa que a maioria dos humanos faz, procurar por gatos! Sim, gatos! O cérebro do Google, coletou milhares de informações e criou uma imagem do que seria um gato pra ele. O resultado você pode conferir abaixo. Mas não para por aí, o cérebro artificial também foi capaz de aprender dezenas de idiomas e vozes, o que vai capacitá-lo em um futuro próximo a se comunicar, o que é um avanço impressionante na robótica. O cérebro conseguiu também montar uma imagem do que seria um ser humano pra ele. Incrível não?



Robôs que podem prever o futuro



O super computador Nautilus, que está situado na Universidade do Tenessee, tem mostrado avanços surpreendentes. O computador foi uma das peças mais importantes na descoberta do esconderijo do terrorista Osama Bin Laden. O computador cruzou milhares de informações, vindas de diversas partes do mundo e fechou o cerco a Osama Bin Laden a um raio de 200 km de onde ele realmente estava. Fora isso, o Nautilus recentemente, usando o mesmo método conseguiu “prever” a “Primavera Árabe”. Os cientistas ainda vão mais longe, dizendo que o Nautilus, usado em tempo real pode prever acontecimentos futuros com certa facilidade. E se você não se contenta com essas informações, saiba que a polícia de Baltimore, Filadélfia, já está usando um software que pretende prever assassinatos, assim como em Minority Report. O software analisa vários fatores para determinar qual a probabilidade de um preso em condicional, voltar a cometer um assassinato ou até mesmo ser assassinado. Tenham medo meus amigos!



Custa nada curtir nossa página no Facebook né? É só clicar AQUI e ser feliz!

2 comentários:

  1. porque nao pesquisa a cura pra esquisofrenia que e bem mais importante

    ResponderExcluir
  2. Veja projetos recentes em andamento da empresa DARPA e surpreenda-se. Projeto AVATAR, já gastou mais de US$ 7 milhões...entre outros

    ResponderExcluir