terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Os 6 piores momentos de Os Simpsons

Os Simpsons estão há 25 anos no ar, o que é um marco na história da televisão, um recorde até hoje não superado por nenhuma animação do gênero. É claro que nesses muitos anos de show, Os Simpsons tiveram seus altos e baixos, como qualquer outro seriado. A proposta de hoje é mostrar a vocês os 10 piores momentos da família mais querida da TV.

Episódio: Treehouse of Horror XXII

Eu sempre fui fã dos episódios especiais de Halloween dos Simpsons, pois são nesses episódios que as coisas mais improváveis podem acontecer, como Homer se tornar um canibal, Flanders um serial Killer e coisas do gênero, que tornam esses episódios geniais. Infelizmente essa genialidade não se repetiu no episódio Treehouse of Horror XXII, onde Homer depois de ser picado por uma aranha fica paralisado podendo comunicar-se apenas através de peidos decodificados por sua filha Lisa. Como se não bastasse essa bizarrice, Homer é picado por outra aranha que lhe dá poderes de aranha, mas como Homer ainda está paralisado, sai balançando pela cidade soltando teias anais (pra mim deu né?). Extremamente bizarro e sem necessidade. Cairia bem como um episódio de South Park, nunca nos Simpsons. O episódio é baseado nos Filmes O Escafandro e a Borboleta e Spider Man.


Skinner beija um cadáver

Tudo bem, eu sei que Os Simpsons são politicamente incorretos mesmo, e é isso que os torna tão legais, mas tem hora que os próprios roteiristas exageram na dosagem, como foi o caso desse episódio. No episódio “Em um dia claro, não consigo ver minha irmã”, Skinner planeja uma viaja escolar para reacender o amor entre Edna e ele. Em certo ponto do episódio, Edna beija um guarda florestal para fazer ciúmes ao diretor Skinner, que para não sair por baixo acaba agarrando uma múmia congelada e beijando-a fervorosamente. A piada poderia até ser legal se fosse com o pai do Milhouse ou Hans Moleman, mas com o diretor Skinner ficou extremamente bizarra e de mau gosto.

Homer vs dignidade

Talvez um dos momentos mais constrangedores da série. Nesse episódio a série deu uma decaída violentamente no nível do humor. Precisando de dinheiro, Homer aceita ser o bobo do Sr. Burns, fazendo as coisas mais absurdas por alguns trocados. A brincadeira mais humilhante é quando Burns faz Homer vestir um traje de panda para que os turistas pensem que ele é o panda fêmea residente do Zoo de Springfield, chamada Sim-Sim. Mas depois de ser eletrocutado por dois manipuladores, ele fica fraco demais para recuar aos avanços amorosos do panda macho Ping- Ping. O tratador fecha as cortinas para que os pandas fiquem a vontade e os gritos de Homer são abafados pelos aplausos da plateia. Um momento degradante e extremamente humilhante para o herói do seriado, que chega até a comentar com sua filha Lisa depois: “Eu sei que estou cheirando a amor de panda!”

Um conto de duas Springfields

Todos sabem que Homer sempre foi um idiota inconsequente, mas todos sabem também que sempre foi um homem que preza pela sua família e é extremamente amoroso com sua esposa Marge. O fato é que o nível de imbecilidade de Homer chegou a um nível preocupante no episódio “ Um conto de duas Springfields”, onde Homer ameaça explodir uma reunião do conselho da cidade com explosivos amarrados aos seu corpo, apenas por não aceitar uma mudança de código de área. Todos nós sabemos que Homer pode até ser um idiota, mas não louco. Ficou bem forçada essa cena.

Os Jockeys elfos

Esse episódio é uma verdadeira afronta ao telespectador e sem sombra de dúvidas é um dos piores episódios de todos os tempos. O episódio em questão é “Duncan, o furioso”, onde Bart se torna um jockey famoso e é obrigado a enfrentar a fúria dos outros jockeys. Até aí tudo bem, mas não sei o que os roteiristas fumaram para criar uma conspiração de jockeys, que na verdade eram elfos subterrâneos. Meu deus, o que foi aquilo? Se fosse um especial de Halloween daria até pra relevar tamanha idiotice, mas infelizmente não era especial nenhum, e apenas algum devaneio dos roteiristas. Péssimo!

Moe e a saga de um pano


Um dia Matt Groening falou para que os fãs não se preocupassem, pois haviam histórias para muitos anos de Simpsons ainda. Claro que isso é uma ótima notícia, o preocupante é que logo depois da declaração, saiu um episódio que contava a trajetória do pano de bar do Moe. Como assim? São esses tipos de histórias Matt Groening? Gastar um episódio inteiro contando a história de um pano de bar? Daqui a pouco veremos a trajetória dos óculos do Milhouse, ou da jaqueta do Nelson. O episódio é completamente sem noção. Pelo menos ficamos sabendo que Moe é descendente de um Yeti.

Gostaria apenas de ressaltar que Os Simpsons é e sempre será meu seriado favorito. Deixe sua opinião (com educação é claro). Sugestões também são muito bem vindas. Até a próxima!


3 comentários:

  1. Faltou falar do episódio que o Homer sonha que está sufocando o pai dele. Quando o velho Abe tá quase morto Homer acorda e diz: "Haaa.... por que eu sempre acordo na melhor parte?"

    ResponderExcluir
  2. O pior de todos os tempos sem sombra de dúvidas é o da Lady Gaga. Geralmente eu não gosto dos episódios no qual são dedicados á Lisa, mas o da Lady Gaga não dá para engolir.

    ResponderExcluir